Sabado, 20/12/14

Lojas


Conheça Nossas Lojas!

Veja Tambem


Licitantes e Orgaos Publicos

Publicidade


Saiba como anunciar!

Informações Técnicas / Defeitos de pintura e suas correções

FAQ

Relacionamos a seguir algumas das principais dúvidas que possam surgir durante uma pintura.

Para solucionar outras dúvidas não listadas aqui, ligue para nosso departamento técnico: (21) 2290-1596 ou (21) 2270-0290.



1 - O uso de fundos ou seladores sobre a massa é obrigatório?

O uso dos fundos ou seladores sobre as massas tem a função de uniformizar a absorção e economizar acabamento na medida em que este renderá mais.

Topo

2 - A tinta acrílica pode ser aplicada pura, sem diluição?

Os fabricantes não recomendam, pois a diluição do produto aumentará sua aderência, ajudará seu alastramento, tornando o acabamento mais bonito, além de facilitar sua aplicação.

Topo

3 - A tinta acrílica pode ser aplicada sobre massa corrida PVA?

Sim, desde que a massa PVA esteja totalmente seca, lixada, sem pó e aplicada em superfícies internas. Para a aplicação dos produtos acrílico acetinado e acrílico semibrilho, é recomendado utilizar previamente liqui-base sobre a massa corrida com diluição de 50% a100%, obtendo-se assim um acabamento de alto-padrão.

Topo

4 - É necessário aplicar Fundo preparador de paredes sobre pintura antiga?

Sim, se a tinta antiga apresentar calcinação, bolhas ou descascamentos. Porém, caso a tinta esteja em perfeitas condições, o Fundo pode ser dispensado.

Topo

5 - Manchas causadas por pingos de chuva

A massa acrílica ou a PVA, a tinta acrílica ou a PVA podem ser aplicadas sobre madeira?

Produtos à base de água não devem ser aplicados em madeira, pois o contato do solvente (água) destes produtos causa dilatação das fibras da madeira, ocasionando trincamentos e descascamentos.

Topo

6 - O uso do catalisador da massa plástica nas tintas esmalte, a óleo ou vernizes, para acelerar a secagem é recomendado?

As tintas esmalte, a óleo e os vernizes não foram formulados para receber a adição de catalisadores, e esta adição pode causar problemas como; esbranquiçamento, enrugamento, endurecimento do produto, dificuldade de aplicação, etc.

Topo

7 - O que é verniz filtro solar?

O filtro solar é um aditivo adicionado ao verniz que funciona como uns óculos de sol para os olhos ou protetor solar para a pele, filtrando e /ou absorvendo os raios ultravioleta do sol, evitando que eles ataquem a madeira e causem o descascamento do verniz.

Topo

8 - Qual a tinta recomendada para pintura de piscinas (de fibra ou alvenaria), saunas, cisternas, tanques e caixas dágua?

Não é qualquer tinta que pode ser usada nestes locais porque são superfícies permanentemente úmidas ou imersas e, principalmente, por estarem em contato com água potável. Existem produtos específicos como a Tinta Epoxi Piscinas e Caixas dágua (Tintas Coral) que são aprovados por órgãos técnicos competentes (como o Instituto Adolfo Lutz) que não contaminam o líquido abrigado. Recomendamos a observação do procedimento necessário para a utilização destes produtos, vez que a incorreta aplicação pode causar danos à saúde.

Topo

9 - O thinner pode ser utilizado para diluição das tintas esmalte, a ó leo ou vernizes?

Não, o uso do thinner como solvente para estas tintas pode causar problemas como esbranquiçamento, enrugamento e descascamento da película de tinta.

Topo

10 - A pintura sobre papel de parede é recomendada?

Não, pois os papéis de parede não propiciam aderência necessária para os produtos causando, com o passar do tempo, descascamento da tinta aplicada. Entretanto, existem alguns tipos de papéis de parede que podem receber aplicação de tintas PVA ou Acrílicas, desde que as superfícies estejam limpas, sem gordura ou graxa.

Topo

11 - Qual tinta deve ser usada na pintura de uma superfície de fórmica?

Qualquer tinta pode ser usada desde que use o fundo apropriado que por exemplo, pode ser um fundo fosfatizante.

Topo

12 - Qual tinta é recomendada e qual o procedimento para pintar tubos ou superfícies de PVC?

Pode ser usado um esmalte sintético ou tinta Acrílica, desde que a superfície seja lixada e depois bem limpa. Se o um fundo (fundo fosfatizante, seladora para plásticos, etc) for usado após o lixamento a durabilidade do acabamento será maior.

Topo

13 - Posso pintar paredes internas e externas utilizando tinta esmalte, óleo ou verniz para madeira?

A aplicação pode ser feita, no entanto a remoção para posterior repintura é complexa, exigindo mão-de-obra adicional. Também, ela pode "sufocar" a parede, facilitando a aparição de bolhas e descascamentos. Para as superfícies de alvenaria recomendamos tintas acrílicas e PVA.

Topo

14 - Quais vernizes são recomendados para pintura de “deck” de piscina ou embarcações?

Os vernizes do tipo filtro solar e marítimo não tem resistência ao alto grau de umidade destas superfícies. Recomendamos o uso de vernizes do tipo Stain ou Navais, vez que estes produtos são impregnantes e penetram na madeira, sendo assim mais resistentes. Além disso, os vernizes Stain e navais possuem aditivos que os tornam hidrorrepelentes, com resistência a fungos e aos raios solares.

Topo

15 - O que é acabamento acetinado?

Como o nome já diz, possui a aparência do cetim, ou seja, possui o brilho intermediário entre o fosco e o semibrilho. Sua intensidade de brilho tem a capacidade de disfarçar ou não revelar imperfeições da parede, propiciando ainda facilidade de limpeza.

Topo

16 - Pode-se pintar após a retirada do papel de parede?

Sim, desde que as superfícies recebam tratamento específico como: eliminação total da cola utilizada para a fixação do papel e eventuais pontos de mofo, sujeira, oleosidade, etc. Estas ações são necessárias, pois o contato das tintas látex PVA ou Acrílicas com a cola do papel pode originar problemas como bolhas e descascamentos.

Topo

17 - Qual tinta devo usar para pintar tubos ou chapas de galvanizado ou de alumínio e como é o procedimento para pintura?

Na verdade, é necessário usar mais de uma tinta para este tipo de superfície, ou seja, é importante um esquema de pintura que torne possível a aderência do acabamento, vez que as superfícies galvanizadas e de alumínio notabilizam-se por serem muito lisas, fazendo com que o acabamento (tinta) descasque quando o substrato não está corretamente preparado.

Neste caso, para melhorar a aderência, o procedimento correto é lixar a superfície com lixa para ferro 180 ou 220 e, posteriormente, remover o pó com estopa embebida em aguarrás. Aplicar então um fundo para galvanizados (Galvite, Galvoprimer, Fundo para Galvanizados, etc) ou um fundo fosfatizante com trinchas de cerdas macias ou rolo de espuma.

Para garantir a perfeita aderência, deixar secar entre 18 a 24 horas e lixar com lixa 220, eliminando o pó com estopa embebida em aguarrás. Depois disso, aplicar o acabamento recomendado que, no caso de metais, é o Esmalte sintético.

Topo

18 - Qual tinta devo usar para pintar azulejos e qual o procedimento recomendado?

 

Topo

19 - Por que é necessário dar três demãos de tinta se duas já cobrem bem?

É necessário distinguir cobertura de proteção.

Quando uma pintura consegue “esconder” a antiga cor da superfície, dizemos que ela possui cobertura. A proteção dada por esta pintura dependerá, por exemplo, da quantidade de tinta deixada na superfície.

Para que uma tinta para fachadas, por exemplo, cubra fissuras de até 0,2mm e impermeabilize uma parede, é necessária a aplicação de três demãos de tinta.

Topo

20 - Tenho um muro pintado com cal e gostaria de pintá-lo com tinta látex, meu pintor disse que a tinta não vai pegar. Isso é verdade?

Se aplicar a tinta diretamente sobre a caiação, ela descascará. A cal é um tipo de revestimento fraco, que não adere perfeitamente à parede.

É necessário remover ao máximo a caiação – com escova, lixa, e água – e esperar o muro secar para aplicar um fundo adequado para superfícies fracas, como o fundo preparador de paredes.

Topo

21 - A parede da minha sala foi riscada com caneta esferográfica. O pintor já aplicou três demãos de tinta látex, mas não conseguiu cobrir o risco. Como devo proceder?

Geralmente a tinta de canetas esferográficas tem característica migratória, ou seja, as marcas reaparecem quando aplicamos uma nova demão de tinta.

Elas devem ser isoladas com a aplicação de um produto sintético. Recomendamos que seu pintor aplique uma demão de Fundo sintético branco fosco sobre a mancha e depois reaplique o látex.

Topo

22 - O Selador Acrílico e o Fundo preparador de paredes são impermeabilizantes?

Não. Estes produtos têm outras características e indicações de uso. Se a sua necessidade é de um fundo impermeabilizante, recomendamos o uso de impermeabilizantes de fato (Suviflex, por exemplo).

Estes produtos (como o Suviflex), além de impermeabilizar, têm a característica flexível/elástica, que acompanha as movimentações das superfícies evitando o aparecimento de pequenas fissuras.

Topo

23 - Por que com a chegada do inverno, as tintas, principalmente as sintéticas, demoram mais para secar?

As tintas secam através de uma reação química que, no caso das tintas sintéticas, chama-se oxidação. Essa reação, assim como a maioria das reações químicas, é influenciada pela temperatura. Geralmente a temperatura ambiente mais elevada favorece a oxidação mais rápida, por conseguinte acelera a secagem da tinta.

O inverso também acontece, isto é, temperaturas mais baixas retardam a reação química, conseqüentemente, retardam a secagem da tinta.

Topo

24 - Qual a diferença do fundo preparador tradicional (a base de aguarrás) e o novo à base de água?

Em termos de indicação de uso não existe diferença nenhuma entre os produtos, ou seja, ambos tem a finalidade de selar e agregar as partículas soltas do reboco fraco, gesso, caiação etc.

O grande diferencial está na facilidade de uso do fundo preparador a base de água. A diluição com água resulta em menos odor e mais facilidade na aplicação. Da mesma forma a manutenção das ferramentas de trabalho se torna mais fácil e barata.

Topo

25 - É possível remover a Laca de um móvel de forma a poder envernizar a madeira depois?

Sem dúvida, mas não se esqueça que a laca utilizada para pintar móveis é um produto automotivo (laca nitrocelulose) e que sua deve ser feita com removedor apropriado para esse tipo de tinta.

Uma dica fundamental é que todos os resíduos deste removedor devem ser completamente eliminados com thinner antes do envernizamento ou da nova pintura, caso contrário certamente ocorrerão problemas. Atenção especial deve ser dada às madeiras do tipo aglomerado ou compensado, pois o uso de thinner poderá reagir com a cola usadas nessas superfícies, danificando a peça.

Topo

26 - Preciso pintar meu apartamento novo e descobri que as paredes são de gesso. Como devo fazer a pintura?

Para que a pintura sobre o gesso seja duradoura, é preciso aplicar antes da tinta um fundo com a função de agregar o pó liberado constantemente pelo gesso.

Caso contrário, aparecerão bolhas e descascamentos. Recomendamos a aplicação de fundo preparador de paredes, para agregar o pó do gesso.

Topo

27 - Toda pintura que faço na minha casa apresenta bolhas e descascamento próximos ao rodapé. Gostaria de eliminar este problema e ouvi dizer que a tinta fachada, por ser impermeável, é ideal para este caso. Isso é verdade?

Tome cuidado com a indicação que lhe deram para este problema em particular. A tinta fachada (acrílico 100% elastomérico) é muito eficiente para resolver problemas de fissuras e para impermeabilizar superfícies contra a umidade que tenta penetrar na parede de fora para dentro.

Pela nossa experiência, o seu problema deve-se à presença de umidade no interior da parede, que pode ser causada por vazamentos em canos ou falha na impermeabilização do alicerce da casa. Conseqüentemente, a umidade do solo ou do vazamento sobe pela parede através da capilaridade, danificando a pintura de dentro para fora.

Não existe forma segura de resolver este problema através de pintura. Deve-se procurar um especialista em impermeabilizações para avaliar o caso corretamente e fazer a melhor indicação.

Topo

28 - É possível conservar materiais de pintura após o uso?

Para aumentar a vida útil dos pincéis e rolos, é essencial limpá-los logo após o uso e depois guardá-los de maneira correta. Para tintas a base solvente - esmaltes, vernizes, tinta óleo: Após o uso limpe o rolo ou pincel com jornal e lave com aguarrás ou thinner; Importante - dependendo da qualidade do material utilizado o thinner poderá reagir com o material estragando o produto

Para tintas a base de água: Tinta acrílica e PVA: Após o uso é recomendável lavar os pinceis com água e sabão.

Dica: Para garantir a conservação dos seus pincéis, arrume as cerdas com um pente, umedeça-os com óleo vegetal e guarde-os enrolados em papel impermeável.

Topo

29 - Que tipo de pincel devo usar?

Para melhores resultados, use sempre pincéis de boa qualidade. A qualidade do pincel tem um efeito direto na qualidade do acabamento e na facilidade com a qual a tinta é controlada e aplicada.

Os pincéis também conhecidos como trinchas podem ser encontrados de vários tamanhos e cores:

Cerdas escuras - indicados para aplicação de tintas a base de solvente como os esmaltes, tintas óleo e vernizes

Cerdas grisalhas - indicado para aplicação de tintas à base de água como as tintas PVA E ACRÍLICA.

Topo

30 - Que tipo de rolo devo usar?

Os rolos são ideais para áreas grandes como paredes ou tetos.

Existem vários tipos de rolos para pintura, e a escolha apropriada depende do tipo de tinta que você planeja usar:

Rolo de lã pêlo baixo (sintética ou de carneiro) - indicado para tintas PVA, ACRÍLICA e EPOXI.

Rolo de espuma poliéster (com ou sem revestimento) - indicado para esmaltes, tinta óleo e vernizes.

Rolo de espuma rígida ou borracha - indicado para dar efeito em textura

Topo

31 - O que faço com a tinta que sobrou?

Se desejar guardar a tinta que sobrou, guarde-a em um lugar coberto, sempre na posição vertical e sem movimentação. Tintas que ficam guardadas por muito tempo podem formar uma película resultante da ação do ar. Para evitar isso, tampe bem a lata e a conserve de cabeça para baixo.

Se não deseja guardar a tinta, doe-as a amigos ou vizinhos ou a instituições de caridade. Nunca a despeje pelo ralo ou em outros cursos de água. Devemos fechar a lata de maneira que não exista a possibilidade da entrada de ar.

O local não deve ter umidade ou calor excessivo. Em caso de esmalte, tinta óleo e vernizes, recomendamos colocar sobre a superfície um pouco de coralraz, isso irá ajudar impedindo o contato direto com o ar da embalagem.

IMPORTANTE! INFORMAMOS QUE A VALIDADE DE UM PRODUTO ESTÁ CONDICIONADA AO PERIODO DE ESTOCAGEM QUE A EMBALAGEM RESISTE, APÓS A ABERTURA RECOMENDAMOS A UTILIZAÇÃO O MAIS BREVE POSSÍVEL.

Topo

32 - Existe uma ordem para pintar um ambiente?

Pintar um ambiente na ordem correta economizará tempo e dinheiro. Comece pelo teto (1), paredes (2), portas (3), janelas (4) e finalmente, pinte o rodapé (5).

Topo

Fonte

TINTAS SUVINIL - Manual de Produtos e Aplicações Suvinil

Lar das Tintas - LTDA - Copyright ® 2006.
Rua Uranos 1097 / 1098 - Ramos - RJ
2290-1596 - 2270-0290
http://www.lardastintas.com.br
Valid XHTML Strict 1.0
Valid CSS 2
Valid Section 508